terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Mélia

22-05-2016

Nome científico: Melia azedarach
Sinonímias: Melia australis, Melia candolei, Melia japonica, Melia sempervirens
Nomes comuns: Mélia, Amargoseira, Conteira, Árvore-do-rosário, Cinamomo, Lilás-das-índias, Árvore-das-missangas
Família: Meliaceae
Origem: nativa do oriente (da Ásia até à Austrália)

23-09-2014
22-07-2015
A mélia é uma árvore de folhagem caduca e que pode alcançar entre 6 a 15 m de altura. Possui uma copa semi-arredondada e densa. O seu tronco é direito, de casca gretada e uma cor cinzento-escura que se torna verde nos ramos. As suas folhas verdes são alternas, de grande tamanho e bipinuladas. As suas flores são lilases, aromáticas, nectaríferas e dispõem-se em grandes inflorescências axilares (panículas). Os seus frutos globosos (drupas esféricas) no início são verdes, mas rapidamente se tornam amarelos. Cada fruto contém no seu interior uma semente dura.

14-02-2017
22-05-2016
Propriedades e utilizações: A mélia é uma árvore usada em parques e jardins, onde normalmente é plantada isolada. Proporciona sombra e é ornamental mesmo quando perde as folhas, pois fica coberta com as suas pequenas bagas amarelas. Esta espécie também pode ser cultivada como bonsai.
As suas flores são aromáticas e atraem insetos.
Os seus frutos são muito tóxicos para humanos e suínos, no entanto as aves utilizam-nos como alimento.
A sua madeira também pode ser usada no fabrico de móveis, caixas, cabos de ferramentas e brinquedos, mas consta que é fraca e quebradiça.
Estudos recentes revelaram que toda a árvore (mas principalmente os seus frutos) contém saponinas e um alcaloide, a Azaridina, que pode ser usado como inseticida no controlo de algumas pragas das plantas. Aqui temos uma receita. Há também indicação que alguns estudos comprovaram a eficiência de suas folhas e frutos como conservante natural de grãos e sementes.
22-05-2016
04-02-2017
24-05-2016

Cultivo: Aprecia locais ensolarados. É, em traços gerais, uma árvore com poucas exigências. Depois de estabelecida é resistente à secura e ao frio. Apresenta um crescimento rápido. Multiplica-se por sementes e estacas.
16-06-2016
04-02-2017
09-01-2017
Curiosidades: O nome do género Melia deriva do grego melis que significa freixo (pela semelhança das suas folhas com as desta árvore); Em alguns países é considerada uma árvore sagrada; O seu nome comum, conteira, está relacionado com a utilização das suas sementes ("contas") no fabrico artesanal dos rosários; Esta árvore naturalizou-se em várias zonas do mundo, crescendo subespontânea na América, Mediterrâneo e África; Em Portugal, está na lista de espécies com potencial invasor; É da mesma família do Neem (Azadirachta indica), mas apesar das semelhanças estas espécies não devem ser confundidas.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Petasites


07-02-2017
Nome científico: Petasites fragrans
Sinonímias: Nardosmia fragrans, Petasites pyrenaicus, Tussilago fragrans, Tussilago pyrenaica
Nomes comuns: Petasites, Sombreiro, Erva-de-São-Quirino
Família: Asteraceae (ou Compositae)
Origem:Itália e norte de África
07-02-2017

A planta conhecida como petasites é uma herbácea com uma forma arredondada e um ciclo de vida perene. Pode alcançar entre 20 a 40 cm de altura. Algumas das suas hastes são rizomas. Possui folhas verdes, basais, redondas e largas. É uma planta dioica, mas o formato das inflorescências femininas e masculinas é quase idêntico. 
07-02-2017
As suas flores branco-rosadas estão reunidas em capítulos e exalam uma fragrância suave que faz lembrar a baunilha. O seu fruto é um cipsela.

Em Portugal, foi introduzida como planta ornamental, mas encontra-se naturalizada em várias províncias. Aprecia locais sombrios e húmidos.
Há indicações que devemos controlar a sua propagação, pois esta planta tem tendência a espalhar-se facilmente através dos seus rizomas.

Propriedades e utilizações: Nos jardins, é uma planta apreciada devido à sua floração invernal e à folhagem verde durante o verão.
07-02-2017
07-02-2017
Embora possa ser uma boa planta de cobertura do solo, é infelizmente muito invasora.
Quando plantada perto de colmeias, as suas flores podem ser uma fonte de néctar para abelhas e para outros insetos durante o inverno.
Alguns autores afirmam que esta planta possui propriedades medicinais e que o seu óleo essencial é utilizado. Contudo as informações recolhidas sobre estas utilizações são escassas e pouco conclusivas.

Curiosidades: O nome do género Petasites deriva da palavra grega petasos que se refere a um "chapéu com aba", isto devido às grandes folhas da planta; O nome da espécie, fragrans, significa "perfumado".

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Santolina

 
12-06-2015
Nome científico: Santolina chamaecyparissus
Sinonímias: Santolina marchii
Nomes comuns: Santolina, Abrótano-fêmea, Guarda-roupa, Pequeno-limonete, Roquete-dos-jardins
Família: Asteraceae (Compositae)
Origem: Europa (Mediterrâneo)

11-11-2012
A santolina é uma planta arbustiva (ou subarbustiva) com um ciclo de vida perene. Apresenta um porte baixo, alcançando entre 30 a 90 cm de altura. É ramificada e forma pequenas moitas densas. As suas folhas são cinzentas, finamente divididas e muito aromáticas. As suas flores amarelas apresentam-se agrupadas em capítulos.

Propriedades e utilizações: A santolina é considerada uma planta anti-inflamatória, antiespasmódica, antisséptica, digestiva, aperitiva e expetorante. Popularmente, as suas flores e folhas são usadas em infusões contra parasitas intestinais e como estimulante digestivo. Serve, ainda, para sarar feridas e para aliviar picadas de insetos.
29-05-2013
29-05-2014
10-06-2016
As folhas são também usadas na culinária como aromatizante.
As suas flores quando colhidas podem compor arranjos florais e, depois de secas, são excelentes para pot-pourris. Tanto as suas flores como as suas folhas podem ser utilizadas nos roupeiros para afastar a traça e para perfumar armários, bibliotecas e guarda-roupas.
Um óleo essencial é extraído das suas folhas ou flores, sendo depois usado na cosmética.
04-11-2013
Nos jardins, esta planta pode ser usada na formação de sebes baixas, maciços e bordaduras, demarcando canteiros e caminhos. Pode, ainda, ser plantada em vasos e jardineiras. A sua rusticidade e tolerância à estiagem tornam-na ideal para jardins onde não há muita água disponível.
09-06-2014
As suas folhas e hastes florais devem ser colhidas no verão e secas para uso posterior.
Devemos ter em atenção que as suas folhas podem causar irritação em peles sensíveis.

Cultivo: Deve ser cultivada em locais solarengos, pois suporta bem o calor. Aprecia solos férteis e que tenham boa drenagem, pois não tolera encharcamentos. Depois de estabelecida resiste a períodos de estiagem. Podemos podar regularmente a planta para estimular rebentos novos e para manter o seu formato arredondado. Multiplica-se por divisão da ramagem enraizada, estacas ou sementes.

12-06-2015
09-06-2015
Curiosidades: O nome do género, Santolina, deriva do latim sanctus (sagrado) e linum (linho), baseando-se num nome antigo desta planta; O nome comum Guarda-roupa está relacionado com a sua eficácia para repelir traças; A Santolina chamaecyparissus subsp. chamaecyparissus é uma subespécie presente no território português.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...