terça-feira, 25 de março de 2014

Borragem

04-03-2014
19-02-2014

Nome científico: Borago officinallis
Nomes comuns: Borragem, borago, borragem-comum
Família: Boraginaceae
Origem: sul da Europa e oeste da Ásia (naturalizada em toda a Europa e América do Norte)

A borragem é uma planta herbácea e anual com 20 a 60 cm de altura. Inicialmente as suas grandes folhas formam uma roseta basal, da qual despontam mais tarde os caules eretos, carnudos, peludos e robustos que podem ser simples ou ramificados. As suas folhas são alternas, ovais a oblongas, pubescentes, ásperas e enrugadas. As suas flores, ligeiramente pendentes, possuem uma cor azul intensa e têm cinco pétalas que formam uma estrela. As suas sementes quando estão maduras são castanhas escuras, um pouco rugosas e caem naturalmente.

05-02-2014
05-02-2014
04-03-2014
Em Portugal, esta planta ocorre naturalmente, podendo ser observada em prados, terrenos incultos, pousios, bermas de caminhos e em sítios frequentemente ruderalizados. As plantas não são exigentes, toleram solos secos e pobres, embora prefiram solos ricos em nutrientes.

Propriedades e utilizações:
19-02-2014
04-03-2014
A borragem tem sido utilizada na medicina tradicional, sendo-lhe atribuídas propriedades anti-inflamatórias, antirreumáticas, diuréticas, depurativas, febrífugas, entre outras. É utilizada popularmente para combater gripes e constipações, para tratar da tosse nas bronquites, pois facilita a expetoração. Para aliviar queimaduras ou picadas de insetos, usam-se as folhas em forma de cataplasma. O óleo obtido a partir das suas sementes ajuda tanto no tratamento de eczemas, estrias e secura da pele como na redução do colesterol e equilíbrio hormonal.
04-03-2014
04-03-2014
O chá tem de ser filtrado antes de ser bebido e esta planta só é eficaz enquanto fresca, uma vez que seca perde a maior parte das suas propriedades. Devemos ter em atenção que, como em todas as plantas, não é recomendado o seu uso excessivo pois contém pequenas quantidades de alguns compostos que podem ser tóxicos, principalmente para o fígado (esta toxicidade não se aplica ao óleo obtido a partir das sua sementes).  Além disso, as grávidas devem evitar a sua utilização.
31-12-2013
As suas folhas frescas são ricas em vitamina C e podem ser ingeridas cruas (as mais tenras e cortadas em tiras finas) em saladas ou com queijo fresco. Podem ainda ser cozidas em sopas ou fritas depois de as passarmos por um polme de farinha. Os seus talos são evitados por serem ásperos, assim como as folhas mais velhas e rijas, contudo ambos podem ser usados e tratados como os espinafres (cozidos em sopas ou refogados). Em alguns países a folha da borragem é muito utilizada nas dietas sem sal devido à sua riqueza em cálcio e outros sais minerais.
04-03-2014
As suas flores têm um aroma suave e um sabor a pepino (fazem partes das flores comestíveis) e podem ser consumidas cruas em saladas, podem ser usadas para decorar diversos pratos ou até cubos de gelo (colocar numa cuvete com água e congelar). Podem ser cristalizadas (bater uma clara de ovo com sal até ficar em espuma. Pincelar as pétalas das flores dos 2 lados com a clara. Cobrir toda a superfície das flores com açúcar em pó. Deixar secar à temperatura ambiente até estarem rijas ao toque ou caso o tempo esteja húmido podemos levar o tabuleiro ao forno com temperatura baixa por cerca de 10 minutos. Depois devemos guardá-las em recipientes herméticos.). Podemos também fazer uma infusão refrescante com as flores ou obter um corante azul comestível, usado em alguns países para dar cor ao vinagre.
04-03-2014
Na horta, as flores da borragem atraem abelhas e outros insetos úteis e auxiliares. É uma planta companheira dos morangos, tomates e curgetes, sendo, ainda, muito útil nos pomares.

Curiosidades: Encontramos duas versões para a origem do seu nome: uma é que deriva da palavra latina “borra”, que significa cabelo, devido aos pelos que cobrem a planta; outra diz que deriva do árabe abu rash, “pai do suor”, devido às propriedades sudoríferas, especialmente das suas flores; 
04-03-2014
Na Roma antiga e na época dos Cruzados, os jovens soldados bebiam infusões de borragem para obterem coragem e ânimo antes das batalhas e as flores azuis eram bordadas nos seus mantos, para o mesmo efeito; Diz-se, tradicionalmente, que a borragem dá coragem e a verdade é que esta planta era utilizada (através de chás, infusões ou mesmo misturada no vinho) para eliminar a melancolia e aumentar o conforto psíquico. Hoje em dia, há alguns estudos que referem o facto de haver compostos químicos na planta capazes de estimular as glândulas suprarrenais e favorecem a produção de adrenalina; Os italianos usam a folha da borragem para rechear o ravióli e o canelone.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...