sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Alecrim


04-11-2013

Nome científico: Rosmarinus officinalis

Nome comum: Alecrim (às vezes é chamado, erradamente, de rosmaninho)
Família: Lamiaceae
Origem: Região mediterrânica  

O alecrim é um arbusto lenhoso e bastante ramificado que pode atingir facilmente 1,5 metros de altura. Apresenta um ciclo de vida perene e folhagem persistente. Possui folhas pequenas, finas, opostas, em forma de agulha e verde-escuras por cima e prateadas no lado de baixo. As suas flores são, normalmente, azul-esbranquiçadas mas há variedades com flores brancas, cor-de-rosa ou roxas.
Toda a planta apresenta um aroma forte, fresco e bastante característico.  Este arbusto, muitas vezes associado à alfazema e ao tomilhoé muito apreciado como planta ornamental, mas também pelas suas utilizações culinárias e medicinais. 

Cultivo: É uma planta de fácil cultivo e muito resistente a doenças e pragas. Desenvolve-se com facilidade em qualquer tipo de clima, mas prefere climas temperados quentes. Exige um cultivo a pleno sol. Não é exigente quanto ao tipo de solo, no entanto desenvolve-se melhor nos secos, arenosos e bem drenados. A planta, uma vez estabelecida, não necessita de regas. É tolerante a geadas e podas. Multiplica-se por sementes (a germinação pode ser lenta) e estacas.
01-04-2010
23-11-2012
26-03-2011
Utilizações e propriedades:
As folhas, frescas ou secas, são utilizadas como condimento nos mais variados pratos, tais como marinadas de carne e peixe, assados, grelhados e também em pães e doces. Podem ser utilizadas em sopas e molhos. Na culinária
O alecrim dá um sabor especial a batatas, manteigas e saladas. Deve ser adicionado inteiro ou picado no final do cozimento, para evitar a evaporação de seus óleos aromáticos e deve ser usado com moderação. Uma forma de aromatizar grelhados ao ar livre é, por exemplo, colocando raminhos de alecrim a queimar nas brasas enquanto se cozinha a comida.
O alecrim aromatiza óleos, vinagres e azeites, sendo também usado no sal de ervas. Entra na preparação de licores e xaropes, sempre em quantidades bem doseadas, pois é uma erva de sabor intenso. Podemos usar o seu caule para fazer as espetadas. As suas flores são comestíveis (o seu sabor é mais leve). Estas podem ser usadas em pequenas quantidades, frescas ou secas, ​​como condimento em sopas ou ensopados, podem ser adicionadas à massa de bolos biscoitos ou a doces e geleias ou podem, simplesmente, decorar saladas. 
23-11-2012
21-11-2012
04-11-2013
Propriedades medicinais

O alecrim possui várias propriedades medicinais, sendo uma das plantas mais estimulantes e antiespasmódicas da nossa flora. Considera-se, ainda, que é antisséptico, adstringente,  carminativo, calmante, tónico, estomáquico e diurético. Parece que não existem dúvidas quanto à eficácia do alecrim como estimulante do sistema nervoso e do cérebro, melhorando a circulação cerebral, a capacidade de concentração e fortalecendo a memória.
02-05-2012

Em traços gerais, podemos dizer que o alecrim é recomendado para a depressão, a inquietação e a agitação. Ajuda a equilibrar o sistema nervoso, fortalece a memória, melhora  a circulação sanguínea. Trata dores de cabeça e enxaquecas. Ajuda o fígado a eliminar toxinas do organismo. Ajuda no tratamento da candidíase (devido às propriedades antifúngicas). Estimula a produção de sucos gástricos, ajudando a digestão. Auxilia no tratamento da anemia. Diminui os sintomas da tensão pré-menstrual. Alivia os sintomas da gripe, combate a tosse, os estados febris, a bronquite e dores de garganta. Promove o alívio de aftas, gengivites, estomatites e do mau hálito. Além de ser utilizado na forma de chá (infusão), o alecrim pode ser utilizado em banhos e compressas. Devemos estar conscientes do seu uso, pois não deve ser consumido em excesso e pode provocar o aborto. 
10-10-2012
21-11-2012
Na horta

Na horta repele diversas pragas, entre elas a mosca da cenoura. Atrai insectos polinizadores, especialmente abelhas. A sua presença pode estimular o desenvolvimento de outras plantas, sendo bom companheiro para as couves, feijão, cenoura e sálvia. Ao que parece cresce mal com as batatas. Uma ideia: fazer uma cerca natural com alecrim à volta da horta para afastar os insectos indesejados e atrair os polinizadores, para além disso estaríamos a proteger as plantas e a terra dos ventos frios e/ou secos.
Outros usos
Do alecrim são extraídos óleos essenciais que são utilizados na perfumaria e na aromaterapia. É obtido um corante amarelo-verde a partir das suas folhas e flores. Quando queimado, é um repelente de insectos e retira cheiros. Quando aplicado entre a roupa, o alecrim fresco, evita as traças. O chá de alecrim ajuda no tratamento da diarreia dos caprinos.

10-10-2012
10-10-2012

Curiosidades: O nome rosmarinus vem do latim que significa “o orvalho que vem do mar”; Antigamente, os estudantes gregos usavam coroas de alecrim no cabelo durante os exames porque acreditavam que esta planta fortalecia a memória; Queimavam-se caules de alecrim para purificar o ar do quarto de doentes em hospitais; Entre os gregos e romanos o alecrim era considerado a erva do amor, da fidelidade e da amizade; Para muitos é o "príncipe dos condimentos"; As suas flores atraem abelhas, visto ser uma planta melífera e o seu mel é bastante apreciado (pelo que o cultivo desta planta é recomendado para produtores de mel).
Rosmarinus officinallis prostratus é uma variedade rasteira que pode ser utilizada na cobertura de solo e o Rosmarinus officinalis Albus tem flores brancas.
Nota: 1.ª atualização

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...