sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Rúcula

15-11-2012
Nome científico: Eruca sativa
Sinonímias: Eruca vesicaria subsp sativa, Brassica eruca
Nomes comuns: Rúcula-comum, rúcula-cultivada, mostarda-persa

Nome científico: Diplotaxis tenuifolia
Sinonímias: Sisymbrium tenuifolium
Nomes comuns: Rúcula-selvagem, mostarda-persa
16-03-2012

Família: Brassicaceae (anterior Cruciferae)
Origem: Europa do sul e Ásia ocidental

A rúcula é uma planta herbácea, folhosa e com um ciclo de vida anual. É considerada uma hortaliça/vegetal, uma vez que as suas folhas são comestíveis, especialmente em saladas.
12-11-2012
As suas folhas produzem um aroma bastante característico quando tocadas. Variam entre o verde-claro e o verde-escuro, têm uma forma alongada e recortada, podendo ser mais ou menos recortadas de acordo com a espécie de rúcula, ou seja, a rúcula-selvagem apresenta folhas mais recortadas do que a rúcula-cultivada. São tenras, possuem um sabor forte e picante e, em condições de alta temperatura, ficam rijas, menores, mais picantes e amargas.
16-11-2012
As suas flores podem ser brancas (rúcula-cultivada) ou amarelas (rúcula-selvagem). O fruto é uma síliqua, ou seja, é um fruto seco característico da família das crucíferas e que depois de seco se abre ao meio de forma natural para deixar cair as sementes. 

Cultivo: Muito fácil de cultivar, desenvolve-se bem em condições de clima ameno. Prefere sombra parcial a sol pleno e os solos devem ser ricos em matéria orgânica e com boa disponibilidade de água durante todo o desenvolvimento vegetativo. Quando passa por períodos de seca, a planta tende a florir precocemente e as suas folhas ganham um sabor mais amargo. Multiplica-se por sementes que, por vezes, se auto-propagam com bastante facilidade.
16-11-2012
  
Utilizações e propriedades:
As folhas (e talos jovens) de rúcula usam-se como condimento, sendo, também, um excelente complemento de refeições mais pesadas. Podem ser consumidas cruas, em saladas, ou cozinhadas, em massas e pizzas, por exemplo. 
Caso não se consumam logo depois de colhidas, não devem permanecer mais do 3 a 4 dias no frigorífico, uma vez que o seu sabor fica alterado.
28-09-2012
As suas flores, que contêm um leve aroma a laranja, também podem ser consumidas e dão um colorido interessante às saladas. Das vagens e sementes pode ser extraído um óleo para fazer mostarda.
A rúcula contém vários nutrientes, sendo rica em proteínas, vitaminas A e C e minerais tais como o cálcio, ferro e potássio. Para além disso, estimula o apetite e tem baixo teor calórico. Contém propriedades digestivas, estimulantes e diuréticas.

Curiosidades: Os romanos usavam as folhas da rúcula como tempero; Era uma planta muito consumida na Idade média, exceto nos mosteiros por se acreditar que continha propriedades afrodisíacas; Existe uma bebida alcoólica feita de rúcula (chamada de ruculino) que é usada como digestivo; Na Índia, pressionam as suas sementes para extrair o seu óleo.
28-09-2012
11-11-2012





Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...