quinta-feira, 12 de maio de 2016

Ruibarbo

02-12-2015

Nome científico: Rheum rhabarbarum
Nome comum: Ruibarbo
Família: Polygonaceae
Origem: Ásia

19-06-2013
O ruibarbo é uma planta herbácea com um ciclo de vida perene. Possui uma raiz carnuda e as suas folhas, dispostas em roseta, são muito grandes, onduladas e têm uma coloração verde brilhante. O pecíolo das folhas é longo, grosso e carnoso. Há cultivares que possuem pecíolos avermelhados e outros verdes. As suas flores são muito pequenas, mas em grande número. Geralmente são de cor branca e agrupadas em cachos, aparecendo numa longa haste.
03-07-2013

Propriedades e utilizações: Na medicina, a sua raiz (descascada e seca) é utilizada para a produção de vários medicamentos, sobretudo laxantes.
15-07-2013
12-07-2013
O ruibarbo é rico em fibra e também em vitaminas C e B. Apenas os talos das suas folhas (pecíolo) são comestíveis. Podem ser cozinhados da mesma maneira que os talos do aipo ou como fruta em compotas e sobremesas. São principalmente usados na confeção de alimentos adoçados, como o recheio de tortas, geleias, compotas e outras sobremesas. 
07-05-2014
07-05-2014
Aconselha-se que o ruibarbo só seja cozinhado em utensílios de inox, cerâmica ou vidro, pois os tachos de alumínio podem reagir com os ácidos e outros componentes da planta.
02-12-2015
As suas folhas são tóxicas, logo não devem ser consumidas pois contêm ácido oxálico em grande quantidade. 
Há algumas indicações que fervendo as folhas em água quente podemos produzir uma solução inseticida (contra pulgões).
05-09-2013

Cultivo: Deve ser cultivado em pleno sol, pois apesar de se adaptar à meia-sombra o seu desempenho será menor. Aprecia um solo rico, fresco, profundo e leve. Necessita de muito espaço para se desenvolver. Pode perder as folhas durante o inverno, mas volta a rebentar na primavera seguinte. Quando as inflorescências começam a aparecer, devemos removê-las para não cansar a pllanta desnecessariamente. A colheita faz-se a partir do segundo ano de cultura, de fins de abril a junho e, por vezes, também em setembro. Multiplica-se por sementes ou por divisão da planta.
12-10-2014

Curiosidades: A origem do ruibarbo não está bem definida. Para alguns será na China e, para outros, no sudeste da Rússia; O nome do género Rheum parece derivar de Rha, o antigo nome do atual rio Volga em cujas margens a planta crescia; Na Europa, até o século XIX, não se consumia o ruibarbo como alimento, embora fosse conhecido pelos gregos e romanos devido às suas propriedades medicinais (usavam-no para curar as doenças do estômago); Algumas variedades de ruibarbo tem uma floração muito atraente e são cultivadas como plantas ornamentais. 
Nota: O nosso pé de ruibarbo nasceu de sementeira. No pacote da “Luso Sementes” lê-se Rheum crispum, no entanto nas nossas pesquisas não encontramos nenhuma planta com este nome científico.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...