sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Feijão Guandu


22-11-2014
Nome científico: Cajanus cajan
Sinonímias: Cajanus indicus Spreng, Cajanus flavus DC, Cytisus cajanus L., Cajanus bicolour
Nomes comuns: Feijão-guandu, Guisante-de-Angola, Ervilha-de-Angola, Ervilha-do-Congo, Guandu, Andu, Ervilha-de-pombo (“Pigeon pea” em inglês), Anduzeiro, Guandeiro
Família: Fabaceae (ou Leguminosae)
Origem: África ou Ásia
25-05-2013
12-07-2013

O feijão-guandu é uma planta arbustiva com ciclo de vida perene. Este arbusto ereto pode atingir 1 a 2 metros de altura. As suas folhas são alternadas trifolioladas de coloração verde-escura (da parte posterior) e acinzentadas (parte anterior). As suas flores apresentam-se em cachos terminais, de cor amarela ou amarelo-alaranjado, podendo apresentar estandartes salpicados de vermelho. Os seus frutos são vagens indeiscentes, de cor verde-acastanhadas ou púrpuras (ou mesmo verde salpicadas de castanho), de forma oblonga e que contêm no seu interior, em média, 5 sementes.

23-05-2015
12-06-2015
23-05-2015
Utilizações: O feijão-guandu pode ser considerado uma planta melhoradora do solo, pois aumenta a fertilidade dos solos através da sua capacidade de fixar uma elevada quantidade de azoto. É capaz de manter a humidade por mais tempo devido ao seu porte arbustivo que produz mais sombra e devido às suas raízes serem longas e profundas capazes de permitir que a água da chuva penetre com maior facilidade no solo. Pode ser usado para adubação verde e na descompactação de solos.
Pode, ainda, ser usado como consorciação, quer como única cultura quer misturado com cereais, como por exemplo o sorgo (Sorghum bicolor), milheto (Pennisetium glaucum) ou milho (Zea mays) ou com outras leguminosas, tal como o amendoim.
12-06-2015
30-06-2015
As suas sementes podem ser consumidas, secas ou frescas, e cozidas/preparadas da mesma maneira que o feijão. A colheita dos feijões em diferentes momentos de maturação das vagens aumenta a variedade de pratos possíveis de confecionar. Em alguns países do continente africano este feijão é colhido ainda verde, processado e vendido como ervilhas em lata.
Provavelmente o único inconveniente desta leguminosa é que a vagem não pode ser aproveitada como alimento, como no caso do feijão comum quando colhido ainda verde.
As suas sementes são também usadas na alimentação animal como fornecedoras de grãos ou farinha para aves e suínos. A sua forragem é também bastante apreciada pelos ruminantes (especialmente vacas, cabras e coelhos), fornecendo-lhes uma suplementar proteína.
24-08-2015

Cultivo: Deve ser plantado ao sol. Adapta-se a qualquer tipo de solos, mesmo os secos, compactos e com poucos nutrientes. É uma planta de clima tropical ou subtropical, pelo que tolera a seca, mas sofre com o frio e com as geadas. Multiplica-se por sementes.

Curiosidades: Discute-se a sua origem (África ou Índia), mas é cultivada há pelo menos 3500 anos; Atualmente o seu cultivo ocorre em todas as regiões tropicais e subtropicais da Europa e América onde produz frutos durante praticamente todo o ano; A sua flor tem estrutura característica de autofecundação e a presença de agentes polinizadores (abelhas) aumenta em 97,9% a produção de vagens e sementes; Há relatos da possível associação do feijão-guandu com a melhora do quadro de pacientes com doença falciforme.

6 comentários:

  1. Oi. Pode me doar um punhado de semente de feijão guandu, para eu recuperar o solo do meu quintal, por favor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá.
      Pode enviar um e-mail para faroleco@gmail.com.

      Eliminar
  2. Olá! Onde é que posso conseguir sementes de feijão guandu em Portugal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá.
      É possível que as lojas de sementes em Portugal comecem a ter feijão-guandu.
      Pode tentar grupos de troca de sementes...

      Eliminar
  3. muito bom material; quero fazer um sementeira numa área de 20 hetares e gostaria de saber qual é a produção media por hetar e de feijão e de pasto para gado.

    obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      O feijão que temos está na nossa pequena horta!
      Não temos dados para lhe responder, mas possivelmente há na net alguns estudos sobre as suas questões.
      Um abraço

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...