sexta-feira, 23 de maio de 2014

Incarvilea


Nome científico: Incarvillea delavayi
14-05-2014
Nome comum: Incarvilea, Hardy Gloxinia (em inglês)
Família: Bignoniaceae
Origem: Ásia (China)

14-05-2014
A incarvilea é uma planta herbácea, vivaz que pode chegar aos 45 cm de altura. Possui raízes tuberosas carnudas. As suas folhas são basais, pinadas, muito recortadas, grandes e de coloração verde-escura. As suas flores encontram-se no topo de hastes curtas (pedúnculos longos), reunidas em grupos (cachos) de duas a seis flores em forma de trombeta. Estas são brilhantes e podem ter várias cores, como por exemplo cor-de-rosa intenso, rosa arroxeado, rosa pálido, mangenta ou branco com a garganta amarelada, acinzentada ou branca. A sua floração ocorre no final da primavera e início do verão. 
14-05-2014

Pode ser utilizada em vasos ou floreias, bordaduras e em jardins de pedra.

Cultivo: Pode ser plantada em pleno sol ou sombra parcial. Prefere solo fértil, leve e com boa drenagem. Aprecia regas regulares. Após a floração devemos cortar as flores murchas. Durante o inverno devido ao frio intenso, a incarvilea tende a perder a parte aérea pelo que devemos proteger as suas raízes com folhas secas (mulching). As lesmas e caracóis são visitantes frequentes. Multiplica-se por sementes (mas parece que as plantas demoram cerca de 3-4 anos a florir) e por divisão cuidadosa no início da primavera ou no outono.

Curiosidades: Consta que o nome do género, Incarvillea, é uma homenagem ao jesuíta francês Pierre Nicholas d'Incarville Le Cheron; A dignação da espécie homenageia o botânico francês Pierre Jean Marie Delavay; Há um relatório que sugere que a planta pode ser ligeiramente tóxica.
14-05-2014
14-05-2014
14-05-2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...