terça-feira, 25 de setembro de 2012

Chícharos

12-08-2012
Nome científico: Lathyrus sativus
Nomes comuns: Chícharo, Chícharo-comum, Xíxaro
Família: Fabaceae (Leguminosae)

O Chícharo é uma leguminosa herbácea e com um ciclo de vida anual. Possui caules alados ou angulosos e folhas ordinariamente pinuladas. As suas sementes, reunidas em vagens, são parecidas com ervilhas, mas com uma forma mais quadrangular e achatada. O seu sabor é quase uma mistura entre o grão-de-bico e o tremoço.
06-06-2012
Em Portugal, o Chícharo é cultivado desde tempos remotos como planta comestível e forrageira. A sua semente foi muito consumida, principalmente no sul do país e nas Beiras, nos anos 30 e 40, pelas populações pobres, sendo considerada a "carne dos pobres”. A classe rica alimentava os seus animais bovinos e caprinos com esta planta.
12-06-2012
Com o aparecimento de novas leguminosas e devido à associação do Chícharo com a pobreza e rudeza, este foi preterido e quase esquecido.

Cultivo: Adapta-se a quase todo o tipo de solos mesmo terrenos calcários, pobres e secos. Aprecia a exposição solar. O seu cultivo é bastante fácil, não sendo necessários grandes cuidados/trabalhos com a terra. Multiplica-se através de sementes que são colocadas na terra durante a primavera/início do verão.
12-06-2012

Utilizações: O Chícharo é uma leguminosa rica em proteínas, hidratos de carbono e sais minerais. Pode ser consumido cozido, fresco ou seco, sendo utilizado em sopas, puré, como acompanhamento de carnes, enchidos e peixes, em tartes ou pudins. Deve ser demolhado durante algumas horas para que a sua cozedura seja mais fácil.
20-06-2012
A rama da planta pode ser utilizada como forragem e alimento para os animais.
Pode ser usado como adubação verde e/ou estabilização do solo, pois a planta, através do seu sistema radicular, é capaz de fixar o azoto atmosférico (principalmente quando está no final do seu ciclo vegetativo). Para além de enriquecer o solo também consegue controlar a sua erosão.

20-06-2012
Curiosidades: Há dúvidas quanto à sua origem, mas acredita-se que tenha sido no Mediterrâneo Oriental: Grécia, Turquia e Síria; Apesar de comestíveis e nutritivas, as sementes de Chícharo contêm um aminoácido tóxico, podendo causar uma doença grave do sistema nervoso. Isto se ingeridas em grandes quantidades e por períodos de tempo prolongados. A indicação é que não devem representar mais de 30% da nossa dieta; Os Chícharos (Lathyrus sativus) aqui mencionados não devem ser confundidos com o nome dado, em Trás-os-Montes, às vagens verdes de feijão-frade (Vigna unguiculata).
06-07-2012
12-08-2012

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...