quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Mirtilos

28-08-2011
Nome científico: Vaccinium myrtillus
Nome comum: Mirtilhos, Arandos, Uvas-do-Monte
Família: Ericaceae
Género: Vaccinium

Os Mirtilos são arbustos de pequeno porte que crescem em alguns sub-bosques em zonas de microclima muito seletivo das florestas temperadas do continente Europeu.

A espécie espontânea em Portugal Continental (Vaccinium myrtillus) é um arbusto pequeno, apresentando baixa produtividade. Nos Açores surge o Vaccinium cylindraceum, um endemismo de maior porte. As variedades que surgem no mercado estão melhoradas, com material genético de espécies da América do Norte, podendo atingir 5 metros de altura. Para além das bagas saborosas, as plantas ficam com uma cor espectacular no Outono. Iniciam a produção a partir do 4º ano, podendo produzir 600kg/ha. Os frutos podem ser utilizados para consumo “in natura” ou na forma de geleias, sumo, fruta congelada, iogurte, polpa e licor.
Os benefícios dos mirtilos advêm principalmente dos seus pigmentos antocianos que têm um poder antioxidante muito elevado.

Cultivo: Vive em regiões nas quais o Inverno é rigoroso, porque necessita em média de 500 horas anuais de temperatura entre os 10º e os 12º, daí a enorme dificuldade em cultivá-lo na maior parte do território. O mirtilo prefere um solo arenoso ou franco-arenoso, bem drenado, rico em matéria orgânica. É recomendado o uso de fertilizantes orgânicos e condicionantes físicos do solo (serragem curtida ou material equivalente). A irrigação é importante para evitar perdas após o plantio e para assegurar produção constante e de boa qualidade. A água deverá ser distribuída de forma a manter o solo junto às raízes permanentemente húmido mas sem encharcamento, pois a planta de mirtilo também não tolera bem o excesso de água. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...