sexta-feira, 20 de maio de 2016

Erva do caril

12-06-2015

Nome científico: Helichrysum italicum
Sinonímia: Helichrysum angustifolium
Nomes comuns: Erva-do-caril, Erva-caril, Caril-das-areias, Erva-espanta-diabos, Perpétua-das-areias, Alecrim-das-paredes, Perpétua-sol-de-ouro
Família: Asteraceae (Compositae)
Origem: Região mediterrânica

16-03-2012
A erva-do-caril é um subarbusto aromático (aroma a caril) com um ciclo de vida perene. Apresenta um crescimento ereto e pode alcançar entre 20 a 50 cm de altura. 
As suas folhas são estreitamente lineares e, por vezes, tomentosas na página inferior, de coloração cinzento-esverdeada. As suas inflorescências são capítulos reunidos num corimbo muito composto e denso. As suas flores possuem uma cor amarela intensa e são todas tubulosas. Os seus frutos são cipselas de papilho áspero.
08-05-2013
14-04-2014

É uma planta autóctone em Portugal Continental e pode ser encontrada principalmente em solos arenosos, perto do litoral.

Propriedades e utilizações: O óleo essencial das suas inflorescências é usado medicinalmente e são-lhe atribuídas várias propriedades medicinais, tais como anti-inflamatória, antifúngica, antibacteriana, cicatrizante. É utilizado no tratamento de lesões musculares, urticária, psoríase e eczema. Encontra-se na composição de diversos produtos de tratamento utilizados por atletas de alta competição, bem como de diversos cosméticos.
A sua inalação é apontada como possível atenuante dos sintomas da depressão e tradicionalmente utilizava-se como afrodisíaco.
29-05-2013
19-06-2013
12-06-2013
Na culinária, as suas folhas são utilizadas para aromatizar saladas, sopas, molhos, vegetais, arroz, pratos de peixe e frango.
Não teve ser utilizado/consumido durante a gravidez e a lactação.
As plantas podem, ainda, ser cultivadas em sebes baixas, pois respondem bem ao corte.
Para além disso, nas hortas esta planta pode afastar pragas indesejadas às outras culturas e as suas flores atraem insetos polinizadores.
09-06-2015
21-08-2015
09-06-2015

Cultivo: Gosta de solos bem drenados, secos e bem expostos ao sol. O seu sistema radicular é muito sensível ao excesso de água no solo, acabando as plantas por morrer em situações de má drenagem. 
12-06-2013
Esta planta aprecia uma poda severa no final do verão, após a floração, para manter rebentos jovens e vigorosos. Tolera temperaturas até cerca de -10ºC. É sensível ao oídio, logo devemos evitar regas molhando as suas folhas. Multiplica-se por semente (semear entre fevereiro e março e a semente germina entre 2 a 3 semanas se a temperatura rondar os 20ºC) e através de estacas.

Curiosidades: O nome do género, Helichrysum, é uma palavra composta que se refere às suas flores amarelas e que deriva da palavra grega “helios” que significa sol e “chrysos” que significa ouro; Os franceses chamam a esta planta de “imortal” por causa das suas flores sempre amarelas, mesmo após estarem secas; O caril corresponde a uma mistura de ervas-aromáticas com pimentas e, apesar do seu nome comum, esta planta não entra na sua composição.

12 comentários:

  1. Outra lindíssima que ainda não encontrei à venda

    ResponderEliminar
  2. O Jardim Botânico da UTAD tem estas plantas com uma função ornamental

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      A função ornamental também assenta muito bem a esta planta, tanto pela sua folhagem como pelas suas flores :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Olá,
      Não somos capazes de lhe dizer exatamente qual o ph ideal do solo, mas no seu habitat natural esta planta encontra-se nas areias litorais.
      Esperamos ter ajudado.
      Um abraço

      Eliminar
  4. Comprei um vaso no horto aqui de Esposende, passado uma semana começou a dar flor e secou. Transplantei para o terreno que é bastante arenoso quando a trouxe e lá está á espera de um milagre 😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola!!
      A plantinha secou completamente? Caso ainda haja algum tronco verde, nós podaríamos os ramos secos e esperávamos algum tempo... sim, também acreditamos em milagres :)
      Nós costumamos ter algumas plantas pequenas que conseguimos através de estacas da nossa "planta mãe" já com medo que lhe aconteça alguma coisa. Agora não temos nenhuma em vaso, mas se tivéssemos partilhávamos...
      Um abraço

      Eliminar
    2. Faleceu completamente, mas já arranjei outra 😊
      Obrigada

      Eliminar
  5. Olá .. comprei uma ontem confesso me encantei e vim procurar por informações, espero que consiga manter viva, retiro do vaso para o solo ou não recomenda - se?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Nós colocaríamos já no solo, mas sempre atentos pois apesar de ser uma planta resistente à seca necessitará de ser regada para que as raízes se "agarrem" ao solo.
      Boa sorte com a nova plantinha!
      Um abraço

      Eliminar
  6. Olá...moro em Belo Horizonte e gostaria muito de adquirir uma semente,muda...gosto muito de comida indiana. Sabe como me ajudar!?

    ResponderEliminar

loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...