sexta-feira, 29 de maio de 2015

Frésia

18-03-2014

21-04-2014
Nome científico: Freesia sp.
Nome comum: Frésia
Família: Iridaceae
Origem: África

A frésia é uma planta herbácea, bolbosa com um ciclo de vida perene. 
Forma pequenos maciços com 20-40 cm de altura. 
As suas folhas são longas, estreitas, em forma de espada e verde-escuras. 
As suas inflorescências são sustentadas por uma haste longa, apresentam-se numa espécie de espiga, mas com as flores enfileiradas só de um lado. As suas flores, tubulares ou campanuladas, são delicadas, perfumadas e com cores vistosas e variadas, podendo ser brancas, amarelas, rosa, lilás, vermelhas, laranjas ou azuis. A sua floração ocorre desde o final do inverno à primavera.
18-03-2014
18-03-2014

Utilizações: Nos jardins, as frésias podem ser plantadas em canteiros estreitos, bordaduras, maciços, vasos e floreiras. Têm um efeito interessante entre rochas ou arranjos de pedras que lhes servem de suporte para os longos caules.
São muito utilizadas como flor de corte em arranjos florais e na decoração.
O aroma das suas flores é transformado em essência para que possa fazer parte de diversos produtos de higiene e beleza, como perfumes, sabonetes e champôs.
As suas flores são comestíveis, podendo ser usadas para enfeitar saladas e/ou bebidas.
28-03-2015
18-03-2014
Cultivo: Devemos colocar os bolbos na terra no início do outono, preferem solos ligeiramente ácidos, soltos, frescos e bem drenados. Apreciam locais ao sol ou semi-sombra e regas regulares. Os solos com matéria orgânica ajudam a obtermos uma boa floração, assim como ajudam os bolbos na formação de reservas. Os bolbos precisam de temperatura fria para iniciarem o processo de germinação, no entanto a planta tolera o frio, mas não as geadas. Assim que a folhagem seca é aconselhável desenterrar os bolbos e conservá-los num local seco, fresco e arejado até serem novamente plantados (Nota: nós não costumamos retirar os bolbos da terra). Multiplica-se por semente ou pela divisão dos bolbos.

Curiosidades: O nome do género deriva do naturalista alemão Heinrich F. T. Freese que estudou estas plantas no século XIX; Há 16 espécies no género Freesia, todas originárias do continente africano e a grande maioria delas (cerca de 12 espécies) vêm da África do Sul.
11-03-2013
18-03-2014
17-04-2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...