quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Ambientadores Ecológicos

12-12-2012

Há pouco tempo falou-se (aqui, por exemplo) que alguns ambientadores libertam substâncias nocivas para a saúde.
Então, vamos apostar nos ambientadores naturais e caseiros, pois estes são uma alternativa saudável, ecológica e até mais económica.
Já tínhamos falado dos repelentes de melgas e mosquitos e alguns destes também podem funcionar como ambientadores. A verdade é que temos ambientadores para todos os gostos... bastando usar a imaginação e os materiais disponíveis!

Ambientador vaporizador
Materiais: 1 frasco vaporizador; álcool; 1 planta aromática; 1 lugar escuro.
Como fazer: Colocar no frasco folhas de alfazema (ou outra planta aromática), cobrir as folhas com álcool e deixar durante 2 dias num lugar escuro. Depois filtrar e colocar no frasco vaporizador. Agitar e borrifar pouco de cada vez, só para o ar sem ser diretamente para os móveis e outros objetos. Podemos substituir as folhas da planta por óleos essenciais, não sendo necessário deixar os 2 dias a repousar. O álcool pode ser substituído por uma mistura de vodka/aguardente e água.

18-08-2013
Ambientador de Varetas
Materiais: 1 frasco (de preferência pequeno e de vidro); algumas varetas de madeira/bambu (pauzinhos de espetada); 70ml de óleo de amêndoas doces; umas gotas de vodka (aguardente ou álcool 70º); 30 gotas de óleo essencial à escolha.
Como fazer: Misturar o óleo de amêndoas doces, a vodka e o óleo essencial dentro do frasco. Cortar as varetas de madeira ao meio e colocá-las também dentro deste. 
18-08-2013
Podendo decorar o frasco, devemos virar as varetas (3 em 3 dias) e mexer de vez em quando. 
Nota: Quando participamos na atividade "Plantas à Pressão" que decorreu no Centro Ciência Viva do Lousal  e que faz parte do programa da Ciência Viva no Verão dinamizado pela Ciência Viva,  recolhemos folhas de eucalipto, extraímos os seus óleos essenciais e fizemos um simples ambientador/difusor de eucalipto.

Ambientador de Gelatina
Materiais: frascos de vidro com tampa; gelatina sem sabor e corantes alimentares (ou 1 pacote de gelatina do sabor que preferirmos); 125 ml de água a ferver e 125 ml de água fria (a quantidade de água será sempre metade da indicada nas instruções); 1 colher de sopa de sal (ou 30 ml de vodca pois, aparentemente, estes ingredientes ajudam a manter a forma sólida da gelatina durante mais tempo); gotas de óleo essencial à escolha (quantas mais gotas colocarmos mais forte ficará o cheiro).
Como fazer: Em cada frasco, deixar cair algumas gotas de corante alimentar. Misturar a água a ferver com a gelatina e o sal, dissolvendo bem. Depois acrescentar a água fria, mexendo até que esteja tudo dissolvido. Despejar, logo de seguida, a mistura de gelatina nos frascos e deixar solidificar. Podemos tapar o frasco quando não queremos usufruir dele e assim o aroma prolonga-se por mais tempo. Dura cerca de 1 mês. Receita original aqui

12-11-2013
Ambientador de pano 
Materiais: Opção1 - óleo essencial à sua escolha; algumas bolas de algodão; tecido cortado em círculos (podemos aproveitar restos de tecido); fita, cordel ou linha. Opção2 – plantas aromáticas (frescas ou secas); tecido; fita, cordel ou linha.
Como fazer: Pegar nas bolas de algodão e molhá-las no óleo essencial (ou cortar as plantas aromáticas). Colocar em cima de cada círculo de pano e amarrar com a fita. Podemos fazer pequenos sacos de pano. Este tipo de ambientador é indicado para o interior de guarda-roupas e outros móveis.

Ambientador com sabão/sabonete (para armários, casa de banho, automóveis…)
Materiais: tule (ou outro tecido); tesoura; barra de sabão ou sabonete (perfume à escolha); ralador de queijo; fita.
Como fazer: Ralar a barra do sabão ou sabonete escolhido. Cortar um quadrado do tecido, adicionar o sabão e dar um nó com a fita.

Ambientador usando um queimador de cerâmica
Materiais: queimador de cerâmica/barro; velas; água com plantas aromáticas cortadas aos bocadinhos ou com gotas de óleos essenciais.
Como fazer: À medida que a água aquece liberta os aromas que estão misturados. Devemos escolher as velas menos tóxicas. Podemos substituir a água do queimador por óleo de amêndoas doces ou azeite.

Velas aromáticas
14-12-2013
Podemos fazer as nossas próprias velas aromáticas (aqui), bastando acrescentar, no final do processo, o óleo essencial escolhido ou as ervas aromáticas.
Devemos ter bastante cuidado com as velas, pois não podem ficar sem vigilância e devemos escolher as menos tóxicas. A parafina é um derivado de petróleo, poluente e prejudicial para a saúde, logo há que procurar usar ingredientes naturais para fazer as velas, como a cera de abelha ou os óleos vegetais de soja (cera de soja) e palma. Estas como ardem mais lentamente, não aquecem tanto como as velas de parafina, no entanto libertam melhor os aromas.

Ambientador com bicarbonato
Materiais: frasco com furos na tampa; bicarbonato de sódio; gotas de óleo essencial de lavanda (ou outro à escolha);
Como fazer: Fazer buracos na tampa de um pequeno frasco. Encher o frasco com cerca de 1/4 de bicarbonato de sódio e colocar 6-8 gotas de óleo essencial. Colocar a tampa e deixar o frasco no local que pretendemos refrescar, para que o bicarbonato de sódio absorva odores enquanto o óleo essencial aromatiza. Devemos agitar o frasco de vez em quando. Para dar cor, podemos usar giz não tóxico ralado ou ainda adicionar flores secas. Receita original aqui.

Potpourri ou Pot-Pourri
Existem dois tipos básicos de potpourri: o seco e o húmido (que ferve em fogo brando). Nos tempos coloniais, a forma mais popular de potpourri era uma mistura húmida, composta de flores murchas, principalmente rosas, em camadas com sal, folhas de louro, açúcar mascavado e aguardente. 
O método húmido liberta um perfume mais duradouro, mas é difícil de fazer e tem um aspeto menos atraente que o seco. Para fazermos o nosso potpourri seco podemos personalizar as fragrâncias com diferentes tipos de perfumes, usando frutas secas, ervas aromáticas (flores e folhas), especiarias e óleos essenciais (por exemplo para renovarmos um potpourri basta borrifar com o nosso aroma preferido). Para experimentar: Pré-aquecer o forno a 100˚ C (calor brando). Cobrir um tabuleiro com papel vegetal e colocar flores, frutas cítricas ou folhas aromáticas no tabuleiro. Misturar umas 10 gotas de óleo essencial com uma colher de sopa de água e borrifar. Depois colocar o tabuleiro no forno durante pelo menos uma hora ou até estar tudo tostado (não queimado). Retirar do forno e borrifar novamente. Aqui algumas ideias interessantes para potpourris secos e húmidos 

20-08-2013
Plantas aromáticas 
Podemos utilizar as plantas aromáticas vivas para perfumar espaços ou usar flores, folhas, ramos ou galhos frescos espalhados pela casa, em sacos de pano ou criar algo semelhante às rocas de lavanda/alfazema.  

Charutos de ervas
Como fazer: Juntar um molho de plantas aromáticas à escolha, como por exemplo manjericão, eucalipto, hortelã, alfazema ou alecrim. Prender o ramalhete pela base com um pouco de sisal, folha de palma ou junco. Apertar bem até formar um charuto de ervas e pendurar num local arejado durante uns 15 dias. Depois é fazer arder, cautelosamente, o charuto de ervas como se fosse incenso .

 
Artigo em construção... Mais ideias?

2 comentários:

  1. São ótimas opções , acho tão caro os comprados,
    e se ainda fazem mal,melhor recorrer a alternativas
    saudáveis.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podem não durar o mesmo tempo que os outros ambientadores, mas estes são saudáveis, ecológicos e económicos! Não custa nada experimentar! :)

      Um abraço

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...