terça-feira, 6 de agosto de 2013

Manjericão

12-06-2013

Nome científico: Ocimum basilicum
Nomes comuns: Manjericão, alfavaca, basílico, manjerico-de-folha-grande
Família: Lamiaceae (antiga Labiatae)
Origem: Médio Oriente e Índia

O manjericão é uma planta herbácea anual que pode atingir entre 20 a 60 cm de altura. As suas folhas são ovadas, de cor verde-escura, brilhantes e perfumadas. As suas flores são pequenas, de cor branca a rosada e a sua floração ocorre no final do verão. Os óleos essenciais que o constituem dão-lhe um aroma e sabor inconfundíveis.
Existem variedades de folha grande ou pequena, verde ou roxa e de flores vermelhas ou roxas. Temos por exemplo o “Manjericão-roxo”, o Manjericão-grande-violeta”, o “Manjericão-de-folha-crespa”, o “Manjericão-canela” ou o Manjericão-limão”.

25-09-2012
25-09-2012
Cultivo: Aprecia um clima quente e húmido. Pode ser plantado sob pleno sol ou num local que tenha alguma sombra para que não floresça muito rapidamente. O solo deve ser leve, húmido e rico em matéria orgânica bem decomposta. 
Aprecia alguma proteção contra o vento. Multiplica-se por semente ou por estacas caulinares herbáceas. Semeia-se, geralmente, em março, sendo transplantado para o local definitivo mais ou menos no final de maio. Devemos cortar as extremidades periodicamente para que a planta continue a produzir, pois se a deixarmos florir haverá folhas menores e mais amargas.

Propriedades e utilizações: O manjericão possui propriedades tónicas e digestivas, sendo frequentemente utilizadas no tratamento de enjoos, vómitos e dores de estômago. É considerado, ainda, aperitivo, estimulante do fígado, diurético e refrescante. Ajuda a combater insónias e dores menstruais. Pode ser usado no alívio de aftas e externamente tem um efeito antisséptico e cicatrizante. Segundo Fernanda Botelho, em forma de chá, o manjericão alivia dores de cabeça de origem nervosa e regulariza o ciclo menstrual; Quando diluído em água com algumas gotas e inalado, o seu óleo essencial pode ser usado para tratar bronquite crónica e sinusite; Quando diluído em óleo de amêndoas doces ou azeite, pode utilizar-se em massagens para aliviar dores reumáticas e inflamações das articulações.
21-07-2013
12-07-2013
19-06-2013

Como todas as plantas o seu uso deve ser consciente e moderado. Não deve ser tomado durante a gravidez nem devemos dar óleo de manjericão para lactentes/crianças.
Na culinária, o manjericão, devido ao seu aroma e sabor intenso, pode servir de substituto do sal. É muito utilizado na cozinha italiana, sendo um dos principais ingredientes de famoso molho pesto (uma receita aqui). As suas folhas são utilizadas para condimentar pratos de massa, saladas, molhos de tomate, sopas, queijos, pratos com ovos e pizas. Quando usamos folhas frescas, estas devem ser rasgadas, pois acredita-se que dão um aroma mais agradável aos pratos. Em pratos cozinhados devemos adicionar o manjericão no último instante, para que o seu sabor não se perca ou altere.
30-07-2013
02-08-2013
As suas flores podem ser usadas como substituto das folhas em qualquer prato que exija esta planta. Podem ser adicionadas às saladas, sopas ou massas e devem ser usadas ​​com moderação, pois o seu sabor é mais intenso.
As suas sementes podem ser adicionadas à massa do pão como aromatizante. Quando embebidas em água tornam-se gelatinosas pois são ricas em mucilagem e, por isso, em alguns países asiáticos são usadas ​​em bebidas e sobremesas (como por exemplo a bebida hột é do Vietname).
O manjericão é, também, utilizado para aromatizar azeites ou vinagres e no fabrico de licores.
Podemos usar esta planta aromática em fresco, seca (apesar de perder algum do seu sabor), conservada em azeite ou congelada (reduzir a puré com um pouco de azeite e congelar numa cuvete de gelo).
Na horta e no jardim, o manjericão pode ser usado pelas suas propriedades inseticidas e repelentes, afastando moscas, mosquitos e moscas da fruta. Como é uma excelente planta melífera, quando floresce atrai insetos benéficos. Deve ser plantado em consociação com o tomate, pois protege-o dos insetos e doenças, melhora o seu sabor e estimula o seu crescimento. Não gosta da arruda.
30-07-2013
Em algumas regiões do Mediterrâneo, o manjericão é plantado nos beirais das janelas para repelir mosquitos e moscas domésticas.
Também se extrai o óleo essencial das suas folhas e sumidades floridas (que se colhem na floração) para ser usado na indústria de perfumaria e na aromatização de alimentos e bebidas.

Curiosidades: O seu nome científico está relacionado com a palavra basilikon, que significa realeza; Esta planta medicinal foi utilizada por hebreus, romanos e árabes; Na Índia é considerado uma erva-santa; O manjerico (Ocimum minimum) muito usado nos santos populares é, por vezes, designado por manjericão-pequeno. Esta planta, para além de pertencer à mesma família e género do manjericão, tem a mesma composição química, podendo ser utilizado da mesma maneira.

2 comentários:

  1. O manjericão fica muito bem com caranguejo, que delícia.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm! Até já nos cresce água na boca...

      Um abraço

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...