terça-feira, 9 de julho de 2013

O barbeiro passou por aqui

11-04-2013
A grande disponibilidade de água da chuva, durante a primavera, proporcionou o desenvolvimento da vegetação espontânea. Desta forma, só tivemos de tirar partido da situação, uma vez que as ervas surgiram e cresceram sem que nada fosse preciso fazer!

Eis que então surgiu o barbeiro
O seu único objetivo foi aparar a vegetação. Pôde utilizar a ferramenta de corte mais adequada ao terreno, escolhendo entre as seguintes opções disponíveis: coife, gadanha, roçadora/roçadeira ou gadanheira.

05-05-2013
Assim, na zona mais extensa e ampla foi efetuado um corte com uma gadanheira onde posteriormente passou a enfardadeira. Nas restantes zonas, o corte foi feito praticamente com a roçadeira e as ervas ficaram no solo para atuarem como adubo verde.

07-04-2013
Com isto pretendemos:
- Ajudar no controle e prevenção de fogos;
- Conseguir uma cobertura dos solos, mantendo alguma humidade e protegendo-os da erosão;
- Proporcionar a ativação biológica dos solos e a sua fertilização através da incorporação desta matéria orgânica;
- Obter alguma forragem para os animais (fardos de feno). 

Assim, parece que por aqui não temos "ervas daninhas", mas sim um sistema natural de irrigação, um herbicida natural e um adubo orgânico, natural e barato. Como aqui.
25-04-2013
04-05-2013
05-05-2013
11-05-2013

2 comentários:

  1. O calor pode se tornar um perigo quanto ao fogo , realmente é bom prevenir.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tentamos apostar na prevenção pois a erva seca é um rastilho para o fogo!

      Um abraço

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...