quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Erva-azeda

19-08-2012
Nome científico: Rumex sanguineus 
Nomes comuns: Erva-azeda, Azeda, Sorrel, Vinagreira, Erva-vinagreira, Azeda-brava, Azedinha (no Brasil)
Família: Polygonaceae

A Erva-azeda é uma planta herbácea vivaz, que pode atingir cerca de 60 cm de altura. Possui raízes profundas, espessas e rugosas. O seu caule é ereto, suculento, ramificado e, frequentemente, avermelhado. As suas folhas são grandes e alternas com nervuras centrais avermelhadas. Possui folhas ácidas/azedas, mas comestíveis.
Em Portugal, pode ser encontrada, sobretudo a norte do rio Tejo, em lameiros, terrenos incultos, beiras de caminhos e searas. É uma planta espontânea que, por vezes, se torna invasora. Hoje em dia, existem inúmeras variedades melhoradas e, por isso, é cultivada nas hortas e jardins.

Cultivo: Deve ser plantada em zonas de sol parcial. Apesar de crescer em qualquer tipo de solo, prefere solos ricos em matéria orgânica. Aprecia terrenos húmidos e zonas sombrias perto de cursos de água. Resiste a temperaturas baixas e invernos frios.
19-08-2012

Propriedades e utilizações:
A Erva-azeda apresenta efeitos diuréticos e devido ao elevado conteúdo de vitamina C é considerada antiescorbútica. As suas folhas jovens usam-se como condimento na elaboração de vários pratos, especialmente nas dietas sem sal. Podem ser consumidas, cruas ou cozidas, em saladas, molhos e omeletas.
A planta não deve ser ingerida em excesso, devido à alta concentração de ácido oxálico que em grandes quantidades é prejudicial ao organismo. As pessoas com problemas ósseos ou distúrbios renais são devem utilizar a planta.

08-09-2012
Curiosidades: O nível elevado de ácido oxálico é o que dá às folhas o sabor ácido; O nome do género Rumex, deriva de numa palavra latina que designava um tipo de lança, isto devido ao formato das suas folhas; Existem mais de 200 espécies do género Rumex; A Rumex sanguineus é uma variedade que tem folhas verdes escuras e avermelhadas com caule e nervuras vermelhas. Esta é menos azeda do que a Rumex acetosa e, por isso, a preferida dos cozinheiros; Do mesmo género fazem parte as labaças ou língua-de-vaca, Rumex crispus e Rumex obtusifolius (esta última distingue-se da primeira pelas folhas mais largas), assim como, as Azedas-das-paredes, Rumex induratus.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...