terça-feira, 14 de agosto de 2012

Glória-da-manhã

13-08-2012
Nome científico: Ipomoea purpurea
Sinonímia: Pharbitis purpurea
Nomes comuns: Glória-da-manhã, Bons-dias, Campainha, Corriola, Ipomeia
Família: Convolvulaceae
Origem: América Central

A Glória-da-manhã é uma trepadeira de rápido crescimento e de ciclo de vida anual. Possui um caule herbáceo e delicado, que sobe e se enrola por estruturas, alcançando cerca de 3 metros de altura. As suas folhas são cordiformes, verdes e muito vistosas com pequenos pelos. As suas flores surgem na primavera e verão em forma de trombeta e podem ser brancas, rosas, roxas ou azuis, em tonalidades diversas e muitas vezes multicolores.
Utiliza-se para cobrir rapidamente pequenas estruturas como muros, cercas ou troncos.
08-08-2012
10-06-2012
Cultivo: Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra. Prefere um solo fértil, drenável e irrigado regularmente, mas costuma adaptar-se a quase todo o tipo de solos. É uma planta muito rústica, sendo capaz de resistir a curtos períodos de seca. Como cada flor dura pouco tempo, devemos podar as que estiverem murchas, para encorajar o aparecimento de outras. Multiplica-se através de sementes que germinam com bastante facilidade.

Curiosidades: As suas flores abrem-se pela manhã e fecham-se ao entardecer. Duram apenas 3 dias, mas a substituição é tão rápida que nem damos por isso; Acredita-se que a semente seja diurética, laxante e que contenha componentes alucinogénios; 
13-08-2012
Como as suas sementes germinam com grande facilidade devemos vigiá-las, para que não se torne uma planta invasiva como a Ipomoea acuminata.
13-08-2012







13-08-2012







14-08-2012

2 comentários:

  1. Boa noite eu tenho um campo que está cheio de esta trepadeira e não consigo eliminar as raízes o que devo fazer sem ter aue usar o ervicida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Para eliminar a Ipomoea indica que é bastante invasora em Portugal temos a ficha disponibilizada no site das Invasoras que diz: "Arranque manual (metodologia preferencial). Em substratos mais compactados, o arranque deve ser realizado na época das chuvas de forma a facilitar a remoção do sistema radicular. Deve garantir-se que não ficam fragmentos no solo, os quais enraízam facilmente originando novos focos de invasão. O material arrancado deve ser retirado do local para posterior destruição." (http://invasoras.pt/wp-content/uploads/2012/10/Ipomoea-indica_torrinha.pdf)
      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...