quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Ameixeira

Nome Científico: Prunus sp.
12-06-2011
Nomes Comuns: Ameixeira, Ameixieira, Ameixoeira
Família: Rosaceae

Existem dois grandes grupos de ameixeiras: as Asiático- Europeias (Prunus domestica L.) que podem ter os frutos de cor verde-claro (‘Cláudias’) ou arroxeados (‘Abrunhos’). A este tipo pertencem as ameixas para secar, já que o seu teor em sólidos solúveis é elevado e contêm pouca água, o que facilita a desidratação. Normalmente este grupo adapta-se bem a regiões com o clima mais continental, devido à sua floração, às suas maiores exigências em horas-frio e maior rusticidade. 
As ameixeiras Japonesas ou Americanas (Prunus salicina L.) têm épocas de maturação mais temporãs e, em geral, tem a epiderme avermelhada e negra, embora algumas possam ser de cor amarelo claro. O teor em água das ameixas é alto, pelo que são muito sumarentas, sendo para consumo em fresco, como por exemplo a ‘Santa Rosa’. Estas são cultivadas em zonas mais quentes porque florescem mais cedo.
A ameixa é um fruto de caroço, redondo ou alongado que, de um modo geral, é muito nutritiva e rica em vitaminas, sobretudo em vitamina C.
30-04-2011
01-04-2010
12-03-2011

Cultivo: A ameixeira adapta-se a uma grande variedade de solos, devido ao elevado número de porta-enxertos que se pode utilizar. No entanto, os solos franco-arenosos profundos, bem drenados e permeáveis, que apresentam um pH ligeiramente alcalino ou neutro são os que mais favorecem o bom desenvolvimento da cultura. A ameixeira é uma das plantas frutíferas que mais se difundiu pelo mundo, sendo cultivada em várias condições climáticas devido às várias espécies existentes e ao resultado de hibridações ocorridas ao longo do desenvolvimento da cultura. Os climas temperados são os mais propícios à ameixeira, vegetando, no entanto, em boas condições em regiões de clima mediterrânico. A cultura necessita de horas de frio para quebrar o repouso vegetativo, mas a temperatura condiciona o período de floração, polinização, fecundação e desenvolvimento fruto, não devendo ser demasiado baixa nestas fases do ciclo vegetativo.
Os tratos culturais são simples, requerendo que se mantenha uma faixa limpa em torno dos troncos. Além disso, devem ser feitas podas de formação, que ajudam no desenvolvimento das plantas nos primeiros anos e, depois, podas de frutificação, que auxiliam na manutenção da qualidade dos frutos obtidos. A ameixeira frutifica na madeira do ano anterior (de 1 ano), em verdascas e esporões retos (com gomo terminal foliar e entrenós muito curtos). Estes últimos são ramos de fruto muito curtos nos quais a frutificação se mantém ao longo de alguns anos. Esta poda consiste sobretudo numa renovação – rejuvenescimento dos esporões ramificados envelhecidos e supressão de alguns esporões. A poda de produção deve realizar-se durante o repouso vegetativo da ameixeira. Na ameixeira, a poda em verde (primavera - verão) é preferível à poda de Inverno por razões fitossanitárias. 

Ameixeira Rainha Cláudia
Prunnus domestica L. ssp Rainha Cláudia Verde
Rainha Cláudia em 29-05-2011
Em Portugal, a ameixa de Elvas (como é vulgarmente conhecida) ou Rainha Cláudia é cultivada principalmente no Alto Alentejo e é quase tão pequena como uma cereja, de casca lisa e brilhante, podendo apresentar tons amarelados e rosados, completamente revestido de pruína. Estas ameixas são muito doces e muito aromáticas, a que se junta uma elevada acidez natural. Apesar do elevado nível de açúcar é uma das ameixas com menor relação açúcar/acidez, o que a diferencia em termos de sabor. Tem uma forma arredondada, pouco achatada nos polos. A colheita é feita de Julho e Agosto.
As ameixeiras Rainha Cláudia têm grande vigor e um porte pouco ramificado. A produtividade é regular e geralmente muito boa. A floração ocorre de Março a Abril. Têm uma grande exigência em frio no inverno (mais de 750 horas de frio abaixo de 7 º C) e em calor durante a maturação.

Golden Japan em 29-05-2011
Ameixeira Santa Rosa 
Prunus salicina L. Santa Rosa
As ameixas Santa Rosa apresentam um grande calibre e forma ligeiramente oblonga. A cor da epiderme é vermelho-violáceo em plena maturação. A polpa é rosa, firme, sumarenta e muito perfumada. Estas ameixas são colhidas durante a 2ª quinzena de Junho e a 1ª quinzena de Julho. As ameixeiras Santa Rosa apresentam um bom vigor e um porte muito aberto. São parcialmente auto-férteis.

Ameixeira Golden Japan 
Prunus salicina L. Golden Japan
As ameixas Golden Japan têm uma epiderme 100% amarela, de tamanho pequeno a médio, cordiformes. A polpa é medianamente firme e tem um sabor regular. São colhidas durante a 2ª quinzena de Maio e a 1ª quinzena de Julho.
As ameixeiras Golden Japan apresentam um bom vigor e um porte muito aberto. São parcialmente auto-férteis e boas polinizadoras.

Ameixeira Brava em 29-05-2011
Ameixeira brava ou Abrunheiro
Prunus spinosa e Prunus insititia
Os abrunheiros são arbusto silvestre de folha caduca, com densa ramagem, ramos eretos ou abertos, cobertos com espinhos. Pelas suas características espinhosas são bom para formar sebes naturais defensivas (razão por que algumas aves as escolhem para instalar os seus ninhos). São plantas rústicas e invasoras se não forem controladas. Florescem em Março, Abril, antes de aparecerem as folhas

Os abrunhos, pequenas drupas azuladas ou amareladas, com cerca de 1,5 a 2cm, apesar de parecerem apetitosos, não se recomendam, pelo seu sabor áspero. É necessário esperar as primeiras geadas moderarem este gosto antes de colhê-los para preparação de licores ou aguardente. As suas propriedades adstringentes são utilizadas em medicina, sendo indiferente que os frutos estejam verdes, frescos, secos ou maduros. 

11 comentários:

  1. Gostava de saber, pormenorizadamente, como se enxerta uma ameixieira?
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Vitor,
      Neste momento, ainda não temos conhecimentos e experiências suficientes para lhe dar essa informação!
      Gostaríamos muito de saber e assim partilhar, mas ainda somos aprendizes!
      Um abraço e seja sempre bem-vindo

      Eliminar
  2. Aquilo que diz sobre os abrunhos não é coerente com a realidade que conheço. Os abrunhos que eu conheço são de cor azulada, ovais, muito sumarentos e saborosos. Será que o que eu conheço como abrunho é na realidade outra coisa? Estou à procura de informação sobre o cultivo deste abrunho que conheço e não encontro nada. Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Allanah,
      Isto dos nomes comuns não é fácil, pois é possível cada zona do nosso país ter nomes diferentes para a mesma planta.
      Por aqui, nós chamamos de ameixas a todas as espécies cultivadas enquanto que os abrunhos são as silvestres. Mas sabemos que em algumas zonas não é esta a distinção que fazem...
      Disponha e um abraço

      Eliminar
  3. boas,Custodio,
    queria enxartar santa rosa em algumas ameixieiras que tenho mas nao sei onde encontrar estacas santa rosa para enxartar.consegue se comprar ou tenho que procurar quem tenha uma arvore dadora?
    este um problema de fundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá.
      Num viveiro haverá as árvores já enxertadas. Não sabemos se vendem as estacas para enxertar... nós nunca vimos à venda, mas pode haver sítios que o façam!
      Pode ser difícil encontrar alguém que tenha uma árvore dadora, mas pensamos que esta seria a melhor opção...
      Um abraço

      Eliminar
    2. grato pela atençao,o problema vai ser descobrir alguem que tenha produçao "santa clara"faltam alguns meses ainda,talvez venha a descobrir alguem que tenha ameixieira santa clara,

      Eliminar
    3. Ola,onde vive? Sou da Figueira da Foz e tenho uma ameixieira santa rosa. se for da zona posso-lhe dar alguns garfos para enxertar.
      Caso interesse diga para angomess@gmail.com

      Eliminar
    4. obrigado Antonio Gomes,fico grato pela sua disponibilidade,em principio tenho uns garfos oferecidos aqui na zona de Tomar,no entanto tomarei nota,obrigado e desejo lhe boas festas e um otimo ano novo!

      Eliminar
  4. Muitos parabéns pela quantidade e qualidade de informação que partilha. Vou instalar um pequeno pomar de 0.5 ha com diferentes variedades de árvores, no entanto estou com imensos problemas em perceber a informação prestada pelos viveiros relativamente a porta-enxertos e variedades mais adequadas às minhas condições edafo-climáticas. Recomenda alguma leitura sobre estes tópicos? Muito obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá André.
      Agradecemos as simpáticas palavras!
      Sabemos o quanto é difícil encontrar informações acerca das questões que apresenta, mas como são tópicos tão específicos é-nos difícil ajudar...
      Um abraço

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...