sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Alguns Cuidados com os Citrinos

Os citrinos são as plantas do género Citrus que pertencem à família das Rutaceae e são, de um modo geral, árvores pequenas ou arbustos, de ramos com espinhos, folhas alternas, e unifoliadas, de flores com pétalas acapeladas e tendo como fruto um hesperídio (ou seja, uma baga com muitas sementes, cujo endocarpo é dividido em câmaras).
O atractivo dos frutos citrinos deriva do facto de o seu sumo conter 80%-90% de açúcares e ácidos. Os açúcares predominam na maioria das espécies, tornando-os muito agradáveis para serem comidos em fruta fresca, embora no limão e na lima predominem os ácidos, o que lhes confere um uso diferente na família dos citrinos.
 Ao longo dos séculos, a expansão dos citrinos pelo mundo foi grande, sendo hoje cultivados nos cinco continentes, em condições e ecossistemas completamente variados, com expressões muito características por regiões ou países em relação aos cultivares mais significativos. As diferentes condições edafoclimáticas das regiões produtoras fazem com que os citrinos daí obtidos, ainda que das mesmas variedades ou cultivares, possuam características diferentes nos mais variados aspectos.

Cultivo em geral: As temperaturas baixas são mais prejudiciais do que as altas, e os danos causados serão tanto mais acentuados quanto maior for o período de ocorrência das mesmas. Os órgãos mais afectados são os gomos florais, os ramos jovens e os pequenos frutos.
O vento é um dos elementos climáticos mais prejudicial para os citrinos, podendo causar diversos danos por acção mecânica e térmica ou até por arrastamento de substâncias nocivas como os sais ou a areia. 
Os citrinos têm grande poder de adaptação aos mais diversos tipos de solo, até porque se pode dispor de diversos porta-enxertos com características adaptadas às mais variadas situações. No entanto, os mais adequados para esta cultura são os de textura ligeira ou média, profundos e isentos de salinidade.


Poda: Os citrinos podem ser podados no Verão, quando não tivesse sido possível podar no curto intervalo de tempo que vai da colheita à nova floração.
As podas de Verão são podas em verde. Reduzem-se quase sempre à supressão dos ramos ladrões (em Maio e Junho). Pode-se despontar alguns ramos e nas árvores conduzidas, podar um pouco para formação.
A Praça da Alegria ensina a tratar dos citrinos
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...